O Patchwork e sua origem

A palavra patchwork vem da língua inglesa e significa trabalho com retalhos de tecidos. O trabalho em si é o processo de costurar esses pedaços de tecido até formar uma peça maior – o bloco – e a união dos blocos, ou peça final, é chamada de tampo. Ao tampo junta-se mais duas camadas, a manta e o forro. Esse trabalho finalizado e devidamente costurado é chamado de quilt.

Manta e forro

Manta e forro

Essa técnica conta com uma passagem bastante longa em sua história: começando muitos milhares de anos antes de Cristo, na época das civilizações antigas, encontrado nas tumbas de faraós; posteriormente aquecendo soldados europeus na época das Cruzadas e durante o século XVII viajando para a América do Norte pelos peregrinos ingleses fugidos das perseguições.

Enfim desembarcada na Ámerica, a técnica de quiltar virou uma atividade meramente feminina, sendo um dos poucos momentos em que seus maridos permitiam as saídas delas de casa. Esses homens acreditavam que “mãos ocupadas” não deixavam espaço para “maus pensamentos”. E assim, as quilteiras usavam esse momento de socialização e aparente liberdade para aperfeiçoar a técnica e realizar trabalhos mais demorados, o que rendiam mais momentos juntas.

Quinteiras em ação

Quinteiras americanas em ação

Com essa motivação de um encontro para relacionamento, de intimidade e cumplicidade, o patchwork foi deixando suas características meramente funcionais para ganhar uma função decorativa. Daí para uma tradição familiar, passada de mãe para filha. Daí às grandes guerras, que levaram as mulheres para o trabalho fora de casa. O patchwork perde força. Eis que chega o movimento hippie e sua causa “paz e amor”, com características artesanais nas roupas e essa arte ressurge do seu silêncio. A tecnologia e novos instrumentos ajudaram a espalhar e estabelecer de vez o “movimento quilt”.

Movimento hippie e o quilt.

Movimento hippie e o quilt.

Hoje, nos Estados Unidos, o patchwork é considerado patrimônio histórico pelo imenso desenvolvimento da técnica em solo norte americano. No Brasil, nos tempos idos, os escravos faziam o que ficou conhecido como o patchwork brasileiro, o famoso fuxico, mas foi apenas na década de 80 que surgiram ateliês ensinando o patch tradicional.

Obra de arte - patchwork

Obra de arte – patchwork

O patchwork pode ser considerado uma obra artística. Seu desenvolvimento pede conhecimento de proporções, muita observação, cálculos matemáticos, mas acima de tudo muito amor e muita entrega.

Exposição de arte - trabalhos em patchwork

Exposição de arte – trabalhos em patchwork

No mês passado comemoramos o Dia Mundial do Patchwork. Em diversos parques da cidade de São Paulo artesãos se reuniram para costurar blocos cuja peça final tinha como destino associações beneficentes. Na página oficial do Charms Ateliê você poderá encontrar alguns posts sobre o dia 20 de junho.

O patch continua unindo as pessoas! Viva!

Fontes de pesquisa: Ganhe Mais Circulo, Wikipedia e All People Quilt.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Follow Me