A Técnica Matizes Dumont e a Espontaneidade

Tudo começou quando Dona Antônia foi “convidada” por sua mãe para iniciar alguns afazeres dentro de casa, com o intuito de diminuir o tempo da filha brincando na rua. Os ensinamentos da matriarca Antônia Zulma Diniz Dumont diretamente para seus cinco filhos e agora para a terceira geração brincam com a arte de ilustrar em tecidos com linhas usando pontos clássicos do bordado.

Matriarca Matizes Dumont

Matriarca Matizes Dumont

A maestria do uso dos pontos cheio, atrás, corrente, matiz, nó francês, espiga, chavon, pé de galinha, entre outros, são apenas algumas técnicas que o Grupo se utiliza para trazer a brincadeira, o lúdico, a poesia, a alegria das cenas do dia-a-dia para as ilustrações das suas obras.

Lúdico

Lúdico

A espontaneidade no criar vem do mesmo lugar onde a arte toca o coração do observador. Garantem os Dumont: “Fizemos um opção de arte que tem como eixo a linha da imaginação solta. Que nosso imaginário nos guie – é o que falamos para nós mesmas cada vez que iniciamos um projeto”.

IMG_1156

As mãos viram meros instrumentos para colocar emoção e alma na arte. É assim mesmo que a família se propõe a criar, ilustrar e encantar a todos. Esses mineiros de Pirapora, que sempre tiveram a paisagem do Rio São Francisco como inspiração, um cenário natural deslumbrante como ponto de partida, tiram dias para apenas observar a natureza, seus ângulos, suas formas, movimentos e barulhos. Essas mesmas mãos que bordam, vão antes tocar os troncos das árvores, as folhas, para conhecer intimamente a mensagem de cada uma das suas expressões e colocá-las carinhosamente nas ilustrações que serão depois admiradas Brasil afora.

IMG_1158

Enquanto bordam, contam contos, “causos”, histórias e mitos da região, do sagrado Rio São Francisco, do apito do vapor, trocam impressões, compartilham sensações. Fazem sua arte de forma intrinsicamente natural, sem esforço e afirmam: “estamos bordando a vida. Fazemos isso o tempo todo, conversando, ouvindo, dormindo. Nos transformamos no próprio bordado”.  Coisa linda de se ver e de sentir!

IMG_1166

Tamanha entrega e compromisso com a arte natural e espontânea teve o reconhecimento de diversos artistas que decidiram somar à suas obras o amoroso toque dos Dumont. Maria Bethânia, Ziraldo, Jorge Amado, o famoso estilista de moda Ronaldo Fraga, entre outros, usufruíram dessa beleza para contar algo mais a seus admiradores.

Capa do CD da cantora Maria Bethânia

Capa do CD da cantora Maria Bethânia

Falaremos mais por aqui sobre essa talentosa e charmosa família. E aproveitamos para dar uma feliz notícia: teremos oficina de bordado Matizes Dumont em setembro aqui no Charms Ateliê. Estamos super animados! Garanta sua vaga, fale com a gente.

Uma ideia sobre “A Técnica Matizes Dumont e a Espontaneidade

  1. Que coisa mais linda e cheia de simplicidade, simplicidade do que é verdadeiro e enche nossa alma de paz e resgata os belos tempos vividos na nossa infância nas fazendas das Minas Gerais.Parabéns a todas pelo talento e por encantar a todos que olham estes trabalhos da alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Follow Me